Telas na infância - Azul e Rosa

Telas na infância

Que o tempo excessivo nas telas é prejudicial para o desenvolvimento da criança, já sabemos. Que a interação interpessoal é muito mais significativa e rica para o desenvolvimento, também!
Vivemos na era das telas e em tempos de isolamento. O que fazer então?
A menos que você tenha um quintal muito grande, muito tempo disponível, nada de home office, pessoas que te ajudem nos afazeres de casa, inúmeras ideias criativas, a paciência de um Buda, todos os materiais de arte e filhos dispostos a colaborar, as telas tornam-se um inimigo necessário.

Já ouviu aquele ditado: “Se não pode vencer um inimigo, junte-se a ele.” ?
Estabelecer horários, acompanhar os conteúdos acessados, orientar sobre os prejuízos do tempo estendido, são alguns pontos necessários nessa batalha.
Conheça conteúdos educativos e direcione momentos para usarem juntos. Não esqueça das opções de bloqueios para crianças em sites como o Youtube.
Além disso, não é aconselhável que as crianças possuam computadores e televisores nos quartos e levem tabletes ou aparelhos celulares para a hora de dormir.

Sempre que possível, leve as crianças para espaços abertos e estabeleça combinados sobre os dias e momentos onde a proposta é estar offline, mas lembre-se: Combinados valem para ambas as partes e você deve também estar disponível para esse momento.


Rafaela Rosa
Psicopedagoga

5/5 Plural: (3 Análises)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *